quinta-feira, 14 de março de 2013

Meninos choram

     É impossível encontrar alguém nesse mundo, que nunca chorou. Por mais gelada que a pessoa possa ser, um dia ela irá chorar. Momentos alegres e felizes, tristes e chorosos são frequentes na vida. Pensando assim, é ridículo acreditar que os meninos não choram. Independente do sexo, todos nós choramos. Não tem nada a ver com a masculinidade. Podemos até ser resistentes e evitar o choro em público, por orgulho ou por vergonha, mas choramos sim. Para qualquer ser humano é difícil conter a dor dentro do peito. Algumas vezes a lágrima tem que escapar sobre a face. O choro é sinal de vida. Nascemos chorando.
     Mesmo aparentando força, os meninos convivem de perto com a fraqueza e a fragilidade. O choro é uma maneira de aliviar, de se conformar com o que não conseguimos. O choro liberta. Quem assume as lágrimas é corajoso e não sente vergonha dos seus sentimentos. Quem chora demonstra fraqueza, e isso é tipico do nosso humano. Um homem pode ser corajoso sem deixar de ser sentimental. Perdemos muito tempo escondendo nossas emoções, o que nos mata por dentro. Esconder os sentimentos é um claro indicio de fraqueza emocional. Os homens têm sentimentos sim, são fracos, demasiadamente inseguros.
     É verdade que os meninos choram menos que as meninas. Eles só choram em público quando a emoção transborda, por amor, compaixão, raiva ou mágoa. Vai de pessoa a pessoa. A maioria das vezes que choram é por dentro, o que é muito mais doloroso.
     Choramos pela vida que encontra a morte, da qual não nos acostumamos, são lágrimas que saem do coração. Um silêncio que nos corta, onde a palavra não ameniza a certeza de que a pessoa morta jamais poderá chorar ou sorrir contigo. Homens seguram nas lágrimas um temporal que não se acalma, fica ali, agitando a alma, apontando-os como réus. São lágrimas de quem fica para trás. Meninos choram com canções em notas tristes, porque sabem que músicas assim, tão verdadeiras, jamais passam despercebidas pelo coração. Choram de saudades, por lembranças de começos e fins. Pela certeza da fé. Os fortes também choram, os corajosos, os heróis, os guerreiros, os pacatos, os ariscos, os néscios, os sábios... todos derramam lágrimas. Meninos são sentimentais, isso é comum. Chorar é um alivio. Quem não se sentiu melhor depois de chorar bastante? É um calmante.
     Têm pessoas que dizem que não aguentam ver homens chorando. Acho que, por ser essa hora, a que o homem se mostra mais sensível. O choro é uma abertura de portas, uma visita ao exterior daquilo que só permanecia no intimo do ser. Poderíamos reparar mais em nosso próprio aspecto. Podemos até preferir chorar escondidos, afinal, somos fechados e egoístas de emoção, mas jamais podemos deixar de chorar. O choro refaz as pessoas. Vez ou outra a gente veste os olhos d'água, simplifica a vida, e apenas quer viver feliz, sem querer mais nada além disso, mesmo quando não conseguimos tal objetivo. Está tudo bem se os meninos choram. No fundo é a comemoração pessoal de uma vitória solitária: o choro.


Eli Negreiros

Carta para o abandono

Intragável senhor,    Se soubesses como és desagradável me pouparia de sua companhia. Se ao menos soubesse evitá-lo... mas és um senh...